Sábado, 27 de Novembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Caso Gefferson

Juiz nega prisão preventiva de policiais de Sergipe denunciados pela morte de empresário paraibano

Os três estão sendo acusados por homicídio qualificado e fraude processual.

21/04/2021 13h08 Atualizada há 7 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Juiz nega prisão preventiva de policiais de Sergipe denunciados pela morte de empresário paraibano

O pedido de prisão preventiva dos policiais de Sergipe, denunciados pela morte do empresário paraibano Gefferson Moura de 32 anos, morto no dia 16 de março, na cidade de Santa Luzia, Sertão da Paraíba, foi negado pelo juiz Rossini Amorim Bastos, da Comarca de Santa Luzia. 

O inquérito foi concluído pela Polícia Civil da Paraíba e enviado ao Ministério Público, que acatou a denúncia contra os policiais que foram presos provisoriamente até a conclusão das investigações. 

Segundo o inquérito, os acusados Osvaldo Resende Neto, que é delegado, José Alonso Santana, policial civil e Gilvan Moraes de Oliveira, policial militar, além de confundirem Geffeson com outro homem, atiraram contra o empresário. Além disso, as investigações concluiram que os agentes também adulteraram a cena do crime, plantando uma arma, que afirmaram ter sido usada pela vítima. 

O inquérito policial também apontou que o jovem foi morto com oito tiros, todos a queima roupa, efetuados pelo delegado sergipano.

Presos desde o dia 23 de abril, após a prisão temporária ter sido decretada, os agentes devem ser soltos com a decisão do juíz de Santa Luzia. 

Os três estão sendo acusados por homicídio qualificado e fraude processual, conforme apurou o Notícia Paraíba.

O promotor de Justiça José Carlos Patrício afirmou que o Ministério Público da Paraíba vai recorrer da decisão proferida. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias