Sábado, 23 de Outubro de 2021
83 9 9869-1587
Polícia Extorsão

Delegada e escrivão acusados de receber extorsão vão cumprir prisão domiciliar, na Paraíba

Os dois passaram por audiência de custódia e ficarão afastados de suas funções até que o inquérito seja concluído.

23/04/2021 12h38 Atualizada há 6 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Delegada e escrivão acusados de receber extorsão vão cumprir prisão domiciliar, na Paraíba

A delegada Maria Solidade de Sousa e o escrivão da Polícia Civil, presos nessa quinta-feira (22), acusados de extorsão de um agente policial rodoviário federal, vão cumprir prisão domiciliar. 

Os dois foram flagrados recebendo a quantia de R$ 2.500 do policial, que teria furtado cachaça. O pagamento seria para a delegada arquivar o inquérito do PRF. 

De acordo com as investigações, o flagrante aconteceu durante o pagamento da segunda parcela do acordo. 

Os dois passaram por audiência de custódia e ficarão afastados de suas funções até que o inquérito seja concluído. 

Essa já é a segunda vez que a delegada Maria Solidade de Sousa tem problemas com a justiça. Em 2015, ela foi acusada de desviar dinheiro do pagamento de fianças na delegacia na qual trabalhava, em Santa Rita. Ela chegou a ser afastada do cargo. Porém, em 2017, a justiça decidiu que a delegada poderia voltar as atividades e ela ainda responde processo pelo crime. 

A reportagem do Notícia Paraíba entrou em contato com a defesa da delegada e fomos informados de que ela não sabe da origem do dinheiro e que vai recorrer da decisão para que ela responda o processo em liberdade. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias