Sábado, 27 de Novembro de 2021
83 9 9869-1587
Polícia Caso Patrícia

Patrícia Roberta pode ter sido morta por asfixia, investiga polícia

A hipótese inicial é de que ela tenha sido morta por asfixia, por sufocação direta ou por estrangulamento.

28/04/2021 07h08 Atualizada há 7 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Patrícia Roberta pode ter sido morta por asfixia, investiga polícia

A jovem pernambucana Patrícia Roberta, de 22 anos, pode ter sido morta por asfixia.  

Roberta veio para João Pessoa na última sexta-feira (23) encontrar um amigo e no domingo (25), os pais tiveram o último contato com a filha, onde ela chorava muito e dizia que estava trancada no apartamento do rapaz. Os pais então vieram à capital e prestaram queixa do desaparecimento da filha, conforme apurou o Notícia Paraíba.

O corpo da jovem foi localizado pela Polícia Militar nessa terça-feira (28) em um matagal no bairro do Novo Geisel, após seis horas de buscas. O corpo que já estava em avançado estado de decomposição foi encontrado enrolado com lençol e plásticos e envolto com fitas adesivas. 

Segundo a perita da Polícia Civil, Amanda Melo, não foram encontradas lesões por arma de fogo ou arma branca no corpo e polícia está trabalhando com a hipótese de que a jovem pode ter sido morta por asfixia ou estrangulamento. Porém, somente após a necropsia a causa da morte poderá ser confirmada.

O principal suspeito de ter matado a jovem foi preso pela PM na noite dessa terça-feira (27). Jonathan estava escondido na casa de um amigo no bairro de Mangabeira. Ele está preso na carceragem da Central de Polícia e vai passar por audiência de custódia ainda nesta quarta-feira (28). 

 Leia mais:

Corpo de jovem desaparecida é encontrado por trás de condomínio em João Pessoa

Suspeito de assassinar Patrícia Roberta é preso em João Pessoa

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias