Sábado, 27 de Novembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Caso Patrícia

Patrícia e Jonathan eram amigos de infância e se conheciam há mais de 10 anos

Na época da adolescência, a família inclusive chegou a proibir o contato entre os dois. Segundo o pai da jovem, eles nunca aprovaram a amizade de Patrícia com o rapaz.

28/04/2021 13h00 Atualizada há 7 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Patrícia e Jonathan eram amigos de infância e se conheciam há mais de 10 anos

Patrícia Roberta, de 22 anos e Jonathan dos Santos, de 23, eram amigos de infância e se conheciam há pelo menos 10 anos. 

Vítima e acusado chegaram a estudar juntos no período em que Jonathan morava em Caruaru, Pernambuco, segundo a mãe de Patrícia. 

Na época da adolescência, a família inclusive chegou a proibir o contato entre os dois. Segundo o pai da jovem, eles nunca aprovaram a amizade de Patrícia com o rapaz. 

Após essa desaprovação, os dois foram perdendo o contato, até que Jonathan saiu de Caruaru e veio morar em João Pessoa e as conversas foram retomadas através da internet. 

Segundo a delegada Emília Ferraz, durante a reaproximação virtual, Jonathan convidou Patrícia para conhecer a capital paraibana e ela acabou aceitando. A jovem saiu de Caruaru na última sexta-feira (23) para ficar na casa do rapaz. 

O pai de Patrícia não sabia nada a respeito da viagem, apenas a mãe dela. As duas conversaram por mensagens de Whatsapp até o domingo (25), por volta das 11h. Depois disso, a filha não respondeu mais as mensagens, o que causou preocupação na mãe, que imediatamente comunicou ao pai o que estava acontecendo. 

Ambos vieram para João Pessoa e prestaram uma queixa do desaparecimento da filha na Delegacia de Polícia Civil e após as buscas, a Polícia Militar encontrou o corpo da jovem nesta terça-feira (27) em um matagal no bairro Novo Geisel, cerca de dois km do apartamento onde o suspeito mora, segundo apurou o Notícia Paraíba.

O suspeito foi preso na casa de um amigo na noite ontem, no bairro de Mangabeira. O jovem se manteve calado durante o depoimento. Ele está na carceragem da Central de Polícia Civil aguardando audiência de custódia. 

O corpo de Patrícia está no Instituto de Medicina Legal (IML) e só deverá ser liberado nesta quinta-feira (29). 

Notícia Paraíba

Leia também:

Corpo de jovem desaparecida é encontrado por trás de condomínio em João Pessoa

Suspeito de assassinar Patrícia Roberta é preso em João Pessoa

Patrícia Roberta pode ter sido morta por asfixia, investiga polícia

Suspeito de matar Patrícia se manteve em silêncio durante depoimento

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias