Quinta, 16 de Setembro de 2021
83 9 9869-1587
Brasil Economia

Programa de emprego para jovens terá bolsa de R$ 600 e contrato de um ano

Governo pagará R$ 300 e empresa, outros R$ 300, em plano para qualificação. McDonald’s teria se interessado por proposta, segundo ministro

26/05/2021 15h52 Atualizada há 4 meses
Por: Redação Fonte: O Globo
Programa de emprego para jovens terá bolsa de R$ 600 e contrato de um ano

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (26), que o programa de emprego para jovens terá bolsa de R$ 600, com custo dividido entre governo e empresas, e contratos de duração de um ano.

"O governo vai pagar R$ 300 e as empresas vão pagar R$ 300. As empresas pagando para dar curso de qualificação de mão de obra. É o treinamento no mercado de trabalho no próprio emprego", detalhou o ministro durante coletiva de imprensa.

O Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) já havia sido anunciado pelo ministro, que justificou a demora para o lançamento por uma questão de encontrar recursos para garantir um ano de contrato.

"Nós temos recurso para este ano, mas em vez de lançar contrato de seis meses, nós estamos tentando arrumar já a ponte para o ano que vem, para poder ser um contrato de um ano pelo menos" explicou.

Leia também:

Paraibano tem documentos clonados e é preso por engano por crime ocorrido em outro estado

Paraíba está entre os 18 estados brasileiros que mais registraram mortes por Covid-19 em 2021 do que em 2020

Homem de 29 anos tenta estuprar jumenta e é espancado pela população, na Paraíba

Empresário e motorista suspeitos de envolvimento de quadrilha de roubo de cargas são presos em Patos

Corpo de homem em caixão morto com suspeita de Covid é retirado de apartamento com auxílio de guincho, na Paraíba

Novo decreto mantém aulas presenciais suspensas nas escolas da rede pública da Paraíba

Grupo armado mata homem de 37 anos com vários tiros, na Paraíba

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias