Terça, 07 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Polícia Sertão

Funcionários e clientes são feitos reféns durante assalto a mercadinho, na Paraíba

Imagens do circuito interno de segurança do local já foram entregues à polícia para ajudar na identificação dos bandidos.

06/06/2021 13h33 Atualizada há 6 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Funcionários e clientes são feitos reféns durante assalto a mercadinho, na Paraíba

Quatro assaltantes renderam clientes e funcionários de um mercadinho localizado na cidade de Marizópolis, Sertão da Paraíba, nesse sábado (5).

Segundo a Polícia Militar, o grupo chegou encapuzado ao estabelecimento, anunciaram o assalto e renderam clientes e funcionários.

Os suspeitos levaram todos os reféns para o andar de cima do mercadinho e foram procurar o cofre do estabelecimento, mas não encontraram, conforme apurou o Notícia Paraíba.

Os bandidos levaram todo o dinheiro que estava nos caixas e fugiram em um veículo que já estava esperando o grupo do lado de fora do estabelecimento.

Após o crime, os suspeitos fugiram e os reféns conseguiram acionar a Polícia Militar.

Imagens do circuito interno de segurança do local já foram entregues à polícia para ajudar na identificação dos bandidos.

O valor levado pelos assaltantes não foi divulgado.

Leia também:

Covid mata prefeito, secretário de saúde e repórter em 24 horas na Paraíba

Bares, restaurantes e comércio funcionam com atendimento delivery no fim de semana na Paraíba

Médico revela que 80% dos pacientes intubados em Patos tem menos de 50 anos

Prefeitura de João Pessoa vai recorrer da decisão que determinou o fechamento de academias na capital

Bar que estava aberto e transmitindo jogos é multado e interditado por 7 dias, em João Pessoa

Justiça decide que bares e restaurantes de João Pessoa só vão funcionar até às 16h durante a semana

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias