Quinta, 23 de Setembro de 2021
83 9 9869-1587
Anúncio
Geral Dia dos Namorados

Enfermeira e paciente de Covid, que se conheceram no hospital, celebram um ano de união na Paraíba

Após alta médica, ele a procurou para agradecer pelo acompanhamento clínico, mas acabou se apaixonando e os dois iniciaram o relacionamento, que completa um ano neste mês de junho.

12/06/2021 09h50 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Fonte: G1PB
Enfermeira e paciente de Covid, que se conheceram no hospital, celebram um ano de união na Paraíba

Um casal paraibano que se conheceu em um contexto difícil tem muito o que comemorar neste sábado (12), Dia dos Namorados. Kiara Machado, de 30 anos, é enfermeira e trabalhava na linha de frente contra Covid-19, em um hospital da rede estadual. O contador Franklin Machado, de 32 anos, era um dos pacientes que ela recebeu para o tratamento da doença. Após alta médica, ele a procurou para agradecer pelo acompanhamento clínico, mas acabou se apaixonando e os dois iniciaram o relacionamento, que completa um ano neste mês de junho.

Desde a chegada em uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), da enfermaria à Unidade de terapia intensiva (UTI) e, depois de duas paradas cardíacas, Kiara cuidou de Franklin até ele sair recuperado do hospital.

Foram 14 dias de internação para o tratamento da doença. Período suficiente para que o paciente se apaixonasse pela enfermeira que, até a saída dele do hospital, não sabia do sentimento que ele cativou durante o tratamento.

Kiara e Franklin estão trabalhando juntos para realizarem o sonho de ter o próprio negócio — Foto: Kiara Machado/Arquivo pessoal

Calina é técnica de enfermagem e também trabalhava na linha de frente contra a Covid-19. A mãe e a futura esposa cuidaram juntas dele. "Eu o vi pela primeira vez quando ele chegou no hospital, eu que o recebi no plantão", diz Kiara

Kiara sempre agiu de forma profissional, com ações de cuidado e atenção próprias da profissão, além de toda dedicação enquanto responsável pelo combate à doença que já fez mais de 470 mil vítimas em todo país.

Mortes e casos de coronavírus nos estados

Antes de sair do hospital, sem ter a certeza de que sairia vivo, o paciente pediu os contatos de três profissionais da saúde, para agradecer por todo trabalho executado durante o tratamento dele. Franklin, então, ligou para Kiara e solicitou amizade nas redes sociais.

Eles mantiveram contato online durante 15 dias, enquanto ele seguia a recomendação médica de continuar se recuperando em casa, para aumentar a imunidade. Após esse período, eles se reencontraram e, uma semana depois, iniciaram o namoro.

Quando a vida surpreende

Durante o período em que estavam se conhecendo, Kiara adoeceu e estava com sintomas da Covid-19. Foi nesse momento que Franklin, no período de alta imunidade, se dirigiu à casa dela, que morava sozinha, para cuidar e dar um suporte preciso frente à fragilidade que a doença ocasiona.

Os dias se passaram e eles se acostumaram com a presença um do outro. Por isso decidiram morar juntos, porque não restava dúvidas de que estavam apaixonados. Eles investiram em todos os pontos positivos que surgiram durante um momento delicado e difícil da vida dos dois. "Gostamos de sair e viajar, mas, com a pandemia, estamos aproveitando nosso relacionamento em casa", disse Kiara.

Dia a dia do casal

Franklin é contador e está trabalhando em casa, no formato home office, durante a pandemia. Kiara trabalhou no hospital de forma temporária, através dos processos seletivos realizados pelo governo do estado, em razão da ampliação dos atendimentos para a Covid-19. Ela atuou na linha de frente por 5 meses, de abril a agosto de 2020. "Nossa convivência é muito tranquila, na maioria dos aspectos a gente se parece muito", contou Kiara.

Hoje, a enfermeira está investindo em projetos profissionais mais contundentes. Divide a rotina entre atividades domésticas, estudos e, claro, para momentos com o esposo. Franklin, ansioso para que a pandemia passe, projeta uma vida repleta de viagens, conquistas e a realização do sonho de ser pai. "Queremos abrir nosso próprio negócio no ramo alimentício. E, se Deus permitir, teremos um menino e uma menina.", concluiu

Leia também:

Casa do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, é arrombada na Paraíba

Suspeito é morto a tiros durante tentativa de assalto a agência bancária na Paraíba

Vereadora de cidade da Paraíba é intubada em UTI é com 80% do pulmão comprometido pela Covid-19

Internações por Covid aumentam na Paraíba e média de idade dos pacientes hospitalizados é de 51 anos

Jovens são executados com tiros na cabeça dentro de carro, na Paraíba

Polícia Civil abre inscrições para concurso com 1.500 vagas e salário inicial de R$ 3.732 no Ceará

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias