Terça, 07 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Brasil Benefício

Aumento do Bolsa Família para R$ 300 está "praticamente acertado", diz Bolsonaro

O valor deverá ser de R$ 300 e o governo está apenas definindo se serão duas ou três parcelas.

16/06/2021 07h57 Atualizada há 6 meses
Por: Redação Fonte: IstoÉ
Aumento do Bolsa Família para R$ 300 está

O valor médio do Bolsa Família deverá subir para 300 reais a partir de dezembro, disse na terça-feira o presidente Jair Bolsonaro, na qual acrescentou que a equipe econômica liderada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, praticamente já bateu o martelo sobre o novo valor.

O presidente também disse que o auxílio emergencial, pago aos vulneráveis durante a pandemia de Covid-19, deve ser prorrogado em dois ou três meses e afirmou ainda que Guedes estuda o fim do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e busca uma maneira de compensar o fim do tributo.

"No tocante ao Bolsa Família, tivemos uma inflação durante a pandemia nos produtos da cesta básica em torno de 14% --teve item que subiu até 50%, sabemos disso daí-- e no tocante ao Bolsa Família, a ideia é dar um aumento de 50% a partir de dezembro, para sair de, em média 190 (reais) para 300 reais. É isso que está praticamente acertado aqui", disse o presidente.

"A equipe econômica praticamente já bateu o martelo desse Bolsa Família a partir de dezembro, de 300 reais em média", acrescentou.

Uma fonte da equipe econômica avaliou à Reuters sob condição de anonimato que houve um "ruído" com a declaração do presidente e disse que a fala de Bolsonaro não foi um anúncio, mas uma sinalização do que o governo pretende fazer. Garantiu ainda que qualquer aumento do benefício respeitará o teto de gastos.

"Não vai furar o teto, isso é dado. Vamos ver o melhor que dá para ser feito. O programa está em construção", disse a fonte. "Eu acho que não foi anúncio, foi uma fala do presidente da República mostrando a direção do que estamos querendo fazer. Mas ainda temos que terminar o modelo com o (Ministério da) Cidadania."

Bolsonaro também afirmou que o auxílio emergencial deve ser novamente prorrogado e lembrou que, por se tratar de uma situação de emergência gerada pela pandemia de Covid-19, os gastos com o benefício ficam fora do teto de gastos. "Na situação de emergência que vivemos, no tocante ao auxílio emergencial, você pode gastar um pouco mais sem se enquadrar no teto isso", disse.

"Já está definido mais duas ou três parcelas, só está faltando esse finalmente aí, de auxílio emergencial de média de 250 reais."

Bolsonaro afirmou ainda que o fim do IPI pode fazer parte de uma proposta de reforma tributária e que o assunto vem sendo estudado por Guedes e sua equipe.

"O Paulo Guedes tem estudado uma maneira de acabar com o IPI. Esse Imposto sobre Produtos Industrializados é muito alto no Brasil, geladeira, fogão, bicicleta. Obviamente com uma compensação de outro lado", afirmou.

Procurados, o Palácio do Planalto e o Ministério da Economia não responderam imediatamente aos pedidos de comentários sobre as falas do presidente.

Leia também:

Homem que havia saído do presídio há 15 dias é preso novamente após praticar assaltos e trocar tiros com a Polícia, na Paraíba

Decreto deverá ser mais restritivo devido a variante do Reino Unido que está em circulação na Paraíba

Dois enfermeiros de hospital da Paraíba morrem no mesmo dia vítimas da Covid-19

Cinco servidores do Estado são notificados por acúmulo de cargos e podem ter salários bloqueados na Paraíba

Paraíba adquire mais de 80 mil doses da vacina Sputnik V e imunizantes chegam no próximo mês

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias