21°C 26°C
João Pessoa, PB
Publicidade

CRE aprova Eugênia Barthelmess para embaixada do Brasil em Angola

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) aprovou nesta quarta-feira (10) a indicação da diplomata Eugênia Barthelmess para o cargo de embaixadora do...

10/07/2024 às 14h53
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Eugênia Barthelmess defendeu o fortalecimento das relações diplomáticas entre o Brasil e os países africanos - Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Eugênia Barthelmess defendeu o fortalecimento das relações diplomáticas entre o Brasil e os países africanos - Foto: Roque de Sá/Agência Senado

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) aprovou nesta quarta-feira (10) a indicação da diplomata Eugênia Barthelmess para o cargo de embaixadora do Brasil em Angola. A mensagem presidencial com a indicação ( MSF) 20/2024 foi relatada pelo senador Esperidião Amin (PP-SC) e segue para deliberação do Plenário. Na CRE, o nome da diplomata foi aprovado por unanimidade.

angola_vertical.pngDurante a sabatina, Eugênia Barthelmess defendeu o fortalecimento das relações diplomáticas entre o Brasil e os países africanos. A diplomata destacou o papel de Angola como canal de acesso à presença brasileira no continente.

— A África aparece hoje como a última fronteira para o estabelecimento de novas relações de influência política e introdução de presença comercial competitiva. O motor da economia do mundo está hoje na Ásia, mas o próximo passo é o desenvolvimento muito ágil dos países do continente africano. O Brasil entra na África pela porta de Angola — disse.

Esperidião Amin salientou que o comércio bilateral entre os dois países vem caindo nos últimos anos.

— Com recorde histórico de US$ 4,2 bilhões em 2008, o comércio bilateral foi impactado pela queda sistemática do preço do petróleo, chegando a US$ 535 milhões em 2020. Houve sinais de recuperação em 2022, quando a corrente de comércio entre o Brasil e Angola totalizou US$ 1,41 bilhões, acréscimo de 143,7% em comparação a 2021, com déficit para o Brasil de US$ 126,4 milhões. Em 2023, o déficit comercial brasileiro se elevou para US$ 298,4 milhões, sobretudo em razão da queda nas exportações brasileiras, que atingiram US$ 409,8 milhões — destacou.

A diplomata Eugênia Barthelmess é graduada e mestre em letras pela Universidade Federal do Paraná. Entrou no Instituto Rio Branco em 1989 e, desde então, atuou em representações do Brasil em Bruxelas, na Bélgica, e Singapura.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias