Terça, 07 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Cancelado

Voo é cancelado após 30 adolescentes se recusarem a usar máscaras

Desde 1º de janeiro, foram reportados 3.271 incidentes envolvendo passageiros, 2.475 deles ligados a pessoas que se negavam a usar máscara, segundo a agência de aviação americana.

07/07/2021 16h12 Atualizada há 5 meses
Por: Redação Fonte: Uol
Voo é cancelado após 30 adolescentes se recusarem a usar máscaras

Um voo da American Airlines que sairia da Carolina do Norte com destino às Bahamas foi cancelado depois que cerca de 30 passageiros adolescentes se negaram a usar máscara.

O voo 893 deveria ter decolado do aeroporto Charlotte Douglas na noite de segunda-feira (5), o que só aconteceu na manhã de ontem, com os adolescentes a bordo.

Um atraso inicial de horas foi causado por problemas mecânicos, mas quando o avião estava pronto para decolar, teve início uma discussão entre tripulantes e o grupo de jovens, que se negavam a cumprir as normas federais devido à pandemia, segundo o canal local WSOC-TV.

O grupo era formado por cerca de 30 estudantes de Boston que fariam a viagem para comemorar a formatura. No dia seguinte, eles acabaram concordando em usar a proteção, após passarem a noite no aeroporto. Ninguém foi preso.

O cancelamento do voo irritou bastante os passageiros. "Foi ruim. Primeiro, eles estavam gritando. Eles estavam xingando. Eles estavam sendo muito desagradáveis", disse Malik Banks, um dos passageiros, ao canal WSOCTV.

A enfermeira Christina Randolph disse que o incidente foi frustrante já que "é muito, muito difícil tirar uma folga do trabalho". "Tudo o que eles tinham que fazer era seguir as regras, colocar a máscara, sentar lá. Sem comentários espertinhos. E eles não conseguiram fazer isso", disse Randolph sem esconder a irritação.

"As férias de algumas pessoas estão arruinadas. Elas só iriam por algumas noites. Agora, precisam ser remarcados", disse outra passageira, Stephanie Krzywanski. "Ninguém gosta de fazer isso [usar máscaras], mas você tem que seguir as regras", completou ela.

O incidente reflete a redução da civilidade a bordo, segundo as companhias aéreas americanas. Os sindicatos e federações do setor pediram no mês passado ao Departamento de Justiça que atue de forma sistemática contra a violência nos aviões.

Desde 1º de janeiro, foram reportados 3.271 incidentes envolvendo passageiros, 2.475 deles ligados a pessoas que se negavam a usar máscara, segundo a agência de aviação americana.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias