Sábado, 22 de Janeiro de 2022
83 9 9869-1587
Polícia Paraíba

Padrasto é preso por torturar criança de 4 anos e cortar rosto de enteado que levou sete pontos, na Paraíba

O inquérito policial constatou que a criança era torturada, presa em um quarto e quando chorava era agredida fisicamente.

12/07/2021 11h47 Atualizada há 6 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Padrasto é preso por torturar criança de 4 anos e cortar rosto de enteado que levou sete pontos, na Paraíba

Um homem foi preso na manhã desta segunda-feira (12), suspeito de torturar o próprio enteado de 4 anos de idade na cidade de Serra Redonda, Agreste da Paraíba.

Segundo a Polícia Civil, na última quinta-feira (8)  a polícia foi informada que a criança teria sofrido  um corte no rosto e o padrasto teria justificado que o menino havia caído de uma beliche.

O caso passou a ser investigado e a polícia concluiu que o corte teria sido provocado por um objeto cortante e não por uma queda, como disse o suspeito.

Após a perícia e ouvir relatos de várias testemunhas, a polícia concluiu que a criança sofria constantes agressões por parte do padrasto e era ameaçado para que não contasse nada sobre 

Segundo o delegado da Polícia Civil, Ivanildo Morais, o inquérito policial constatou que a criança era torturada, presa em um quarto e quando chorava era agredida fisicamente. “Ela sofreu um corte no rosto que levou sete pontos, além de lesões em outras partes do corpo. Isso tudo foi constatado através de exame de corpo de delito e de testemunhas que apontaram que o padrasto agredia o enteado”, explicou o delegado.

A prisão foi realizada pela equipe da delegacia de Serra Redonda, com o suporte do delegado seccional de Itabaiana, Danilo Orengo, e o apoio da guarnição da Polícia Militar na região. O homem está preso e à disposição da justiça.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias