Terça, 03 de Agosto de 2021
83 9 9869-1587
Geral Estado grave

Criança baleada em tiroteio perde rim, parte do intestino e segue internada em estado grave, na Paraíba

O tiroteio também feriu dois adolescentes de 13 e 14 anos e um homem de 29 anos.

20/07/2021 11h27 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Criança baleada em tiroteio perde rim, parte do intestino e segue internada em estado grave, na Paraíba

A criança de 1 ano e 9 meses que foi baleada durante um tiroteio na noite do último domingo, (18), na cidade de São Miguel de Taipu, na Grande João Pessoa, segue internada em estado grave, no Hospital de Emergência e Trauma da capital.

De acordo com o pai do menino, o filho estava brincando em uma praça, quando começou o tiroteio. O pai pegou o filho e correu para dentro da casa e percebeu que a criança tinha sido baleado.

O Notícia Paraíba entrou em contato, nesta terça-feira (20), com a assessoria do Hospital de Trauma e fomos informados que a criança perdeu um dos rins, já que o órgão teria sido explodido com o disparo.

O tiro também causou uma lesão no estômago, intestino delgado e intestino grosso da criança, provocando uma grande hemorragia e parte do intestino do menino precisou ser removido. O menino passou por uma cirurgia delicada e segue internado em estado grave.

O tiroteio também feriu dois adolescentes de 13 e 14 anos e um homem de 29 anos. Todas as vítimas foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os adolescentes foram socorridos para o Complexo Hospitalar Governador Tarcísio Burity, o Ortotrauma de Mangabeira, onde passaram por procedimentos e já foram liberados.

Já o homem de 29 anos passou por cirurgia e segue internado no Hospital de Trauma de João Pessoa. O estado de saúde dele é regular e o paciente não tem previsão de alta.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias