Terça, 07 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Paraíba

“Ele só parou quando achou que tinha matado ela”, diz irmã de jovem agredida a pedradas por ex-companheiro, na Paraíba

A vítima sofreu trauma facial, trauma cranioencefálico e contusão cerebral devido a violência da agressão e está intubada em estado grave.

26/07/2021 14h12 Atualizada há 4 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Irmã da vítima
Irmã da vítima

A irmã da jovem Renata Rayane dos Santos, de 23 anos, falou sobre a tentativa de feminicídio sofrida pela jovem durante esse final de semana na cidade de Gurjão, Cariri da Paraíba.

Rayssa dos Santos contou que o agressor foi o ex-companheiro da irmã que não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo ela, as duas seguiam em uma moto em uma estrada na zona rural quando foram derrubadas pelo homem.

O suspeito desferiu vários golpes de pedra na cabeça e no rosto da vítima e só parou quando ela desmaiou. “Ele só parou porque achou que tinha matado a minha irmã e ainda saiu comemorando dizendo que tinha conseguido”, relembra.

Rayssa também foi agredida pelo homem ao tentar defender a irmã e ficou bastante ferida.


Agressões sofridas pela irmã da vítima

A vítima foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Segundo o médico neurocirurgião Alisson Pascoal, a vítima sofreu trauma facial, trauma cranioencefálico e contusão cerebral devido a violência da agressão.

A jovem está internada em estado grave e intubada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do hospital.

O suspeito de ter cometido o crime fugiu na moto das jovens e ainda não foi localizado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias