Terça, 07 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Paraíba

Idosa de 92 anos resgatada de abrigo clandestino tem perna amputada devido à gravidade do estado de saúde

Dos 39 idosos resgatados, 10 acabaram falecendo, sendo três antes da interdição e sete dos que estavam internados no Hospital Padré Zé.

11/08/2021 17h35
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Idosa de 92 anos resgatada de abrigo clandestino tem perna amputada devido à gravidade do estado de saúde

Uma das idosas que foi resgatada de um abrigo clandestino localizado no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa, no dia 5 de abril, teve uma das pernas amputadas devido a gravidade do estado de saúde.

A instituição foi vistoriada pelo Ministério Público da Paraíba, Vigilância Sanitária e Polícia Militar após uma denúncia anônima e 39 idosos que vivam no local foram encontrados em condições precárias e de maus-tratos foram resgatados.

Os idosos levados para o Hospital Padre Zé, a maioria deles em estado de desnutrição e desidratação e até com feridas pelo corpo.

Uma das idosas de 92 anos que estava o hospital foi transferida para a Aspan (Associação Promocional do Ancião), na última segunda-feira.

A mulher que tem 92 anos de idade passou quatro meses internada no Padré Zé e devido à gravidade do seu estado de saúde, quando do resgate do abrigo, teve que amputar uma das pernas.

De acordo com a promotora de Justiça de João Pessoa, Sônia Maria de Paula Maia, a idosa se alimenta na mamadeira e recebe a refeição que lhe é oferecida, com a ajuda dos cuidadores. “Quando ela foi colocada na cama, já na Aspan, num lampejo de memória, perguntou pela perna dela”, contou a promotora. 

Na saída, a idosa apertou a mão da promotora de Justiça. “É um pedido silencioso de proteção, um agradecimento sem discurso, a transmissão do calor humano, essencial para que alguém se sinta vivo”, disse.

Dos 39 idosos resgatados, 10 acabaram falecendo, sendo três antes da interdição e sete dos que estavam internados no Hospital Padré Zé.

O abrigo foi interditado e o dono foi indiciado pela Polícia Civil por maus-tratos e outros crimes. Ele chegou a ser preso, mas foi liberado após audiência de custódia.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias