Sábado, 25 de Setembro de 2021
83 9 9869-1587
Anúncio
Polícia Vítimas na Paraíba

Três crianças são identificadas na Paraíba apontadas como vítimas de gamer indiciado por estupro de menores

Segundo o inquérito, o homem cometia esse tipo crime há, pelo menos, 15 anos e o homem prometia ajudar as crianças a se tornarem gamers.

20/08/2021 09h42 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Três crianças são identificadas na Paraíba apontadas como vítimas de gamer indiciado por estupro de menores

O gamer Raulino de Oliveira Maciel, conhecido como Raulzito, foi indiciado pela Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) pelo estupro de duas crianças em Niterói, Rio de Janeiro. O inquérito foi enviado ao Ministério Público. 

Além das crianças que vivem na Região Metropolitana do Rio, a Polícia recebeu outras sete denúncias de possíveis outras vítimas em Santa Catarina, São Paulo e Paraíba.  

Segundo as investigações, três crianças da Paraíba também foram vítimas do gamer e a idade de acordo com a polícia, o que chama atenção nesse caso é a idade das vítimas, que é sempre entre 10 e 12 anos de idade. Além disso, conforme as investigações foi constatado que as crianças escolhidas por ele possuem características físicas em comum: brancas, cabelo liso e olhos claros.

Ao decorrer das investigações, os agentes de segurança descobriram que Raulzito usava as redes sociais para conversar com os pais das vítimas e, após conseguir conquistar a confiança deles, abusava das crianças no estúdio que mantinha em São Paulo. Os abusos também aconteceram na casa delas. 

Segundo o inquérito, o gamer cometia esse tipo crime há, pelo menos, 15 anos e o homem prometia ajudar as crianças a se tornarem gamers. Ele se apresentava como coach da área e oferecia consultoria para jovens que queriam entrar no mercado artístico.

Atualmente, o gamer está preso por força de um mandado de prisão temporária emitido pela 4ª Vara Criminal de Niterói, onde vivem duas de suas vítimas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias