Terça, 30 de Novembro de 2021
83 9 9869-1587
Política Manifestação

Bloqueios de caminhoneiros são registrados na BR-101 nos dois sentidos entre Pernambuco e Paraíba

As manifestações dos caminhoneiros estão sendo feitas a favor do presidente Jair Bolsonaro e em defesa ao voto impresso, proposta defendida também pelo atual presidente. Além do apoio ao Bolsonaro, os caminhoneiros manifestam contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

09/09/2021 09h39 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Bloqueios de caminhoneiros são registrados na BR-101 nos dois sentidos entre Pernambuco e Paraíba

Caminhoneiros realizam um bloqueio parcial, na manhã desta quinta-feira (9), na BR-101, na altura do quilômetro 43,5. O bloqueio ocorre nos dois sentidos da via, na altura de Igarassu, em Recife (PE), e sentido Paraíba, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

As manifestações dos caminhoneiros estão sendo feitas a favor do presidente Jair Bolsonaro e em defesa ao voto impresso, proposta defendida também pelo atual presidente. Além do apoio ao Bolsonaro, os caminhoneiros manifestam contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o  presidente do Sindicato dos Condutores e Empregados em Empresas de Transporte de Combustíveis, Produtos Perigosos e Derivados do Petróleo da Paraíba, não haverá paralisação no estado. 

A Polícia Rodoviária Federal está monitorando as rodovias da Paraíba e acessos aos estados vizinhos.

O presidente Jair Bolsonaro divulgou, via redes sociais, na noite dessa quarta-feira (8), um áudio no qual pedia para os caminhoneiros liberassem as rodovias do país. “Fala para os caminhoneiros aí que [eles] são nossos aliados, mas esses bloqueios aí atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação, prejudica todo mundo, em especial os mais pobres. Então, dá um toque nos caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade”, diz Bolsonaro. 

Bolsonaro pediu ainda que as discussões políticas fossem feitas pelas autoridades em Brasília. . “Deixa com a gente em Brasília aqui agora. Não é fácil negociar, conversar por aqui com outras autoridades, não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte aqui, vamos fazer a nossa parte aqui, tá ok?”, finalizou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias