Quinta, 23 de Setembro de 2021
83 9 9869-1587
Anúncio
Polícia Homicídio

Homem morto a tiros dentro de carro já havia sido preso por fraudar concurso, na Paraíba

José Marcelino estava trafegando nas proximidades do Mangabeira Shopping, quando dois homens se aproximaram em uma moto e um deles atirou várias vezes e ele morreu dentro do carro.

15/09/2021 06h47
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Homem morto a tiros dentro de carro já havia sido preso por fraudar concurso, na Paraíba

O homem morto a tiros na noite dessa terça-feira (14), na Avenida Hilton Souto Maior, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, já havia sido preso por fraudar concurso.

José Marcelino da Silva Filho, de 31 anos, havia sido preso em 2017 na Operação Gabarito, desencadeada pela Polícia Civil da Paraíba. 

Na ocasião, além de José Marcelino, outras 18 pessoas foram presas na ação e segundo as investigações, a quadrilha atuava há 10 anos e já havia faturado mais de R$ 12 milhões com fraudes em concursos na Paraíba e em outros estados do Nordeste.

De acordo com investigações, no momento da prova, o candidato conseguia se comunicar com os suspeitos que repassavam as questões do concurso. Assim, o candidato recebia o gabarito pronto e conseguia aprovação. Segundo a polícia, mais de 400 pessoas foram beneficiadas pelo esquema fraudulento.

José Marcelino estava trafegando nas proximidades do Mangabeira Shopping, quando dois homens se aproximaram em uma moto e um deles atirou várias vezes, conforme apurou o Notícia Paraíba.

A vítima foi atingida com pelo menos seis tiros, não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do veículo.

A PM ainda não tem informações a respeito da motivação e autoria do crime e está realizando buscas na tentativa de localizar e prender o autor do homicídio.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias