Sexta, 03 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Passa bem

Criança que teve caneta cravada no pescoço pela mãe recebe alta, na Paraíba

A criança é fruto de um estupro que a jovem sofreu aos 11 anos de idade e o suspeito de cometer os abusos sexuais é o padrasto da adolescente.

19/10/2021 18h01 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Criança que teve caneta cravada no pescoço pela mãe recebe alta, na Paraíba

A criança de 4 anos de idade que foi encontrada na manhã do último domingo (17) com uma caneta cravada na gargata e fios envoltos no pescoço em um abrigo de João Pessoa, recebeu alta nesta terça-feira (19).

O menino foi agredido pela própria mãe, uma adolescente de 15 anos de idade. Ele foi encontrado por funcionários no quarto do abrigo onde morava com a mãe, no bairro Pedro Gondim, com a garganta perfurada com uma caneta.

A criança foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa em estado grave. Após dois dias internado, a criança recebeu alta e passa bem.

A criança é fruto de um estupro que a jovem sofreu aos 11 anos de idade e o suspeito de cometer os abusos sexuais é o padrasto da adolescente. Ela contou que foi estuprada pelo homem diversas vezes e acabou engravidando do menino.

O pai do menino foi condenado por estupro de vulnerável e está preso.

A mãe confessou o crime e em depoimento à Vara da Infância e Juventude disse que sempre que olhava para o filho acabava vendo o estuprador e relembrado da violência sexual sofrida pelo homem.

Segundo o juiz da infância e juventude Adailton Lacet explicou ao Notícia Paraíba, a criança não será mais cuidada pela mãe e a adolescente deve perder a guarda do filho devido a todas as situações já ocorridas.

Já a adolescente teve o pedido de internação definitivo solicitado pelo Ministério Público da Paraíba e será acompanhada por uma equipe de psicólogos, assistentes sociais e psiquiatra.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias