Terça, 25 de Janeiro de 2022
83 9 9869-1587
Geral Mutação do vírus

13 dos 61 passageiros com Covid na Holanda carregam a variante ômicron

País investigava viajantes que desembarcaram na sexta-feira de dois voos com origem na África do Sul. Todos estão em isolamento.

28/11/2021 10h30
Por: Redação Fonte: G1
13 dos 61 passageiros com Covid na Holanda carregam a variante ômicron

A Holanda identificou 13 casos da variante ômicron do coronavírus entre os 61 viajantes que testaram positivo para a Covid-19, informaram as autoridades de saúde do país neste domingo (28)

"Em nossa investigação, que ainda está em andamento, encontramos até agora 13 casos da variante ômicron", disse o Instituto Nacional de Saúde em um comunicado.

O grupo de passageiros infectados chegou ao país em dois voos vindos da África do Sul, na sexta-feira (26). No sábado foram submetidos a novos testes. Todos estão em isolamento.

O ministro da Saúde da Holanda, Hugo de Jonge, disse em entrevista coletiva que "não é improvável" que mais casos da variante apareçam no país.

 

"Esta pode ser a ponta do iceberg", afirmou Jonge.

A variante ômicron do coronavírus foi classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como 'variante de preocupação', e diversos países restringiram viagens ao sul da África.

Também neste domingo, a Dinamarca anunciou ter encontrado a variante ômicron em dois viajantes que chegaram ao país. Elas estão em isolamento e seus contatos foram rastreados.

No sábado, a Alemanha identificou um caso da ômicron também importado. Ele foi colocado em isolamento logo após o diagnóstico positivo para a doença.

O Reino Unido, com dois casos confirmados, reforçou as medidas sanitárias e ordenou a testagem e isolamento de todos os viajantes – de qualquer país – que chegarem à ilha pelos próximos dez dias.

Voos suspensos na Holanda

O governo holandês proibiu todas as viagens aéreas do sul da África na manhã de sexta-feira. No entanto, dois voos da KLM, com cerca de 600 passageiros, chegaram a desembarcar em Amsterdã.

O ministro da Saúde, Hugo de Jonge, determinou que os passageiros que já estavam a caminho da Holanda fossem submetidos a testes e quarentena na chegada ao país.

Centenas de passageiros, que vinham da Cidade do Cabo e de Joanesburgo, reclamaram nas redes sociais das "horas de espera" na pista.

Uma repórter do jornal americano "The New York Times", Stephanie Nolen, estava em um dos voos e chegou a narrar o cenário de confusão.

"Muitos aplausos porque chegou um ônibus que vai nos levar... para algum lugar", escreveu a jornalista.

Nolen, que afirmou ter testado negativo para o vírus, contou que o ônibus chegou em uma área de testes "com uma fila enorme".

"Posso ver testadores de Covid com roupa azul brilhante bem à frente", narrou. "Ainda sem lanchinhos para os bebês que estão chorando."

Um porta-voz das autoridades de saúde em Kennemerland – região responsável pelo aeroporto Schiphol, – disse que os casos positivos são acompanhados pelo hospital universitário.

Novo surto na Europa

A variante ômicron foi detectada no momento em que muitos países europeus estão lutando contra um aumento nos casos de coronavírus.

O governo holandês anunciou o fechamento de bares, restaurantes e lojas no período noturno, enquanto tenta conter uma onda recorde de casos de Covid.

As novas infecções, que atingem principalmente a parcela da população não vacinada, estão sobrecarregando o sistema de saúde holandês.

1º caso na Bélgica, fechamento de fronteiras

Na sexta, a Bélgica detectou um caso de infecção por Covid-19 ligado à variante ômicron do coronavírus. Foi a primeira vez que a nova variante foi identificada na Europa.

A variante preocupa pois tem 50 mutações — algo nunca visto antes —, sendo mais de 30 na proteína S (spike) – a "chave" que o vírus usa para se acoplar às células, alvo da maioria das vacinas disponíveis.

Na quinta-feira (25), o Reino Unido restringiu viagens à África do Sul e mais cinco países do continente. Ea Comissão Europeia propôs a suspensão dos voos do sul da África para a União Europeia.

A Alemanha anunciou que não aceitará a entrada de viajantes procedentes da África do Sul, e a Itália proibiu a entrada de qualquer pessoa que esteve em 7 nações do sul da África nos últimos 14 dias.

Israel fechou suas fronteiras para estrangeiros pelas próximas duas semanas por conta dos riscos de um novo surto da variante altamente transmissível.

Situação no Brasil

Não há, até a última atualização desta reportagem, casos da nova variante ômicron da Covid-19 registrados no Brasil.

O governo federal anunciou que, a partir de segunda-feira (29), vai restringir viajantes oriundos da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

O anúncio acompanha uma recomendação feita, anteriormente, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias