Sexta, 20 de Maio de 2022
83 9 9869-1587
Esportes BRASILEIRO NO TOPO

Mundial de Surfe: Vitória de Filipe Toledo na Austrália

O novo líder do ranking derrotou dois australianos no domingo

17/04/2022 13h33 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: WSL
Crédito: @WSL / Aaron Hughes
Crédito: @WSL / Aaron Hughes

O novo líder do ranking mundial, Filipe Toledo, e a australiana Tyler Wright, viveram pela primeira vez a sensação única de badalar o sino do troféu da vitória no Rip Curl Pro Bells Beach, neste domingo de praia lotada na Austrália. Tyler ganhou o título no confronto de campeãs mundiais com Carissa Moore e Filipe derrotou um novato na elite deste ano, Callum Robson. Ele já havia garantido a primeira posição no World Surf League Championship Tour 2022, no sábado, e o australiano saltou do 15º para o sexto lugar, com o vice-campeonato na sua estreia em Bells Beach.

"Quero parabenizar a WSL, porque tivemos momentos difíceis, campeonatos cancelados, num ano que o mundo parou, mas trabalharam duro para voltar o circuito no ano passado e agora aqui para Bells. É muito bom poder estar aqui nesse lugar especial, com muita história e eu não poderia estar mais feliz com esse presente", disse Filipe Toledo, que pegou o troféu do Rip Curl Pro Bells Beach para badalar o sino com muita força e felicidade. Ele completou 27 anos de idade no sábado, quando assumiu a liderança no ranking da temporada 2022.

O troféu do evento mais tradicional do Circuito Mundial, é um dos mais desejados por todos. Filipe Toledo é o quarto surfista do Brasil, a ter o seu nome escrito nos degraus da escada que sobe da praia até o alto do penhasco de Bells, onde estão homenageados todos os campeões e campeãs da longa e rica história do Rip Curl Pro Bells Beach. A primeira vitória foi de Silvana Lima em 2009. Depois, os campeões mundiais Adriano de Souza e Ítalo Ferreira também badalaram o sino em 2013 e em 2018, respectivamente.

Essa foi a quarta final seguida com um brasileiro disputando o título em Bells Beach. Antes de Ítalo ganhar em 2018, Caio Ibelli tinha sido vice-campeão contra o sul-africano Jordy Smith em 2017. E Filipe também perdeu a última decisão em 2019, para o havaiano John John Florence. A derrota foi devidamente vingada no novo confronto entre eles, pelas quartas de final no sábado. Essa foi, também, a segunda final consecutiva de Filipe Toledo em 2022, pois decidiu o título da etapa de Portugal, vencido pelo californiano Griffin Colapinto. 


Crédito: @WSL / Aaron Hughes

A 11ª vitória na 16ª final da sua carreira em etapas do World Surf League Championship Tour, foi como um presente de aniversário para Filipe. Ele completou 27 anos de idade, no sábado, quando tirou a liderança do ranking do japonês Kanoa Igarashi. Agora, vai defender o título da próxima etapa, que começa no dia 24/4 na Austrália, vestindo a lycra amarela de número 1 da World Surf League. No ano passado, ele e Tatiana Weston-Webb fizeram uma dobradinha brasileira no alto do pódio do Margaret River Pro.

Finais em Rincon – As finais do Rip Curl Pro Bells Beach 2022 aconteceram em Rincon, que fica mais à direita do palco principal, o Bowl de Bells. Em Rincon, as ondas são mais rápidas, favorecendo o surfe de alta performance, como o de ilipe Toledo. Mas, as condições estavam difíceis neste domingo, com muito vento agindo negativamente na formação das direitas de 3-4 pés e deixando o mar mexido, balançando bastante. O evento chegou a ficar parado por cerca de 3 horas, para aguardar que as ondas melhorassem para decidir os títulos. 


Crédito: @WSL / Aaron Hughes

Decisão feminina - A decisão feminina começou em seguida. O vento acalmou e as condições melhoraram, com Tyler Wright logo pegando uma onda abrindo uma longa parede, que foi detonada por uma série interminável de manobras, já começando com uma nota excelente, 8,93. Era a décima final entre ela e Carissa Moore em etapas do CT. A havaiana tinha vencido sete, duas delas em Bells Beach, em 2013 e 2014. Mas, a australiana ganhou as duas últimas, em 2016 na ilha de Maui e, em 2021, na primeira final de CT feminino em Pipeline, na etapa que começou também em Maui.

Neste domingo, a bicampeã mundial não deu qualquer chance para a pentacampeã e nova líder do ranking 2022. Tyler foi aumentando a vantagem a cada onda, até sacramentar a 15ª vitória da sua carreira, com uma nota 8,00 em outra destruída pela força das suas batidas e rasgadas. A torcida que lotou a praia, vibrou intensamente e ela foi carregada pelos irmãos Owen e Mikey Wright após sair do mar, com seu primeiro título de campeã do Rip Curl Pro Bells Beach.

A atual campeã mundial e Filipe Toledo, vão vestir a lycra amarela na próxima etapa, com o brasileiro defendendo o título do Margaret River Pro, que começa no dia 24, com prazo até 4 de maio para ser encerrado na Austrália. Neste evento, vai acontecer o corte na elite. Apenas os 22 primeiros colocados no ranking masculino e as 10 melhores do feminino, ficarão para competir na segunda metade da temporada e com suas vagas garantidas no CT 2023. Os 13 primeiros do ranking masculino, já estão com seus nomes confirmados na lista.

DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO:
Campeão: Filipe Toledo (BRA) por 14,74 pts (8,17+6,57) - US$ 100.000 e 10.000 pts
Vice-campeão: Callum Robson (AUS) com 12,94 pts (7,77+5,17) - US$ 45.000 e 7.800 pts
SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 25.000 e 6.085 pontos:

1.a: Filipe Toledo (BRA) 10,73 x 4,10 Ethan Ewing (AUS)
2.a: Callum Robson (AUS) 11,86 x 11,50 Jack Robinson (AUS)

DECISÃO DO TÍTULO FEMININO:
Campeã: Tyler Wright (AUS) por 16,93 pts (8,93+8,00) - US$ 100.000 e 10.000 pts
Vice-campeã: Carissa Moore (HAV) com 10,57 pts (5,77+4,80) - US$ 45.000 e 7.800 pts
SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 25.000 e 6.085 pontos:

1.a: Tyler Wright (AUS) 14,23 x 13,90 Courtney Conlogue (EUA)
2.a: Carissa Moore (HAV) 14,50 x 13,77 Brisa Hennessy (CRI) 

Após quatro etapas:
1.o- Filipe Toledo (BRA) – 24.440 pontos
2.o- Kanoa Igarashi (JPN) – 18.620
3.o- John John Florence (HAV) – 16.905
7.o- Ítalo Ferreira (BRA) – 15.480
8.o- Caio Ibelli (BRA) – 14.830
10.o- Miguel Pupo (BRA) – 14.415
18.o- Samuel Pupo (BRA) – 10.725
25.o- João Chianca (BRA) – 7.310 pontos
28.o- Deivid Silva (BRA) – 6.245
28.o- Jadson André (BRA) – 6.245
41.o- Gabriel Medina (BRA) – 1.060
41.o- Yago Dora (BRA) – 1.060

Após quatro etapas no feminino:
1.a- Carissa Moore (HAV) – 24.295 pontos
2.a- Tyler Wright (AUS) – 23.440
2.a- Brisa Hennessy (CRI) – 23.440
6.a- Tatiana Weston-Webb (BRA) – 17.830


Crédito: @WSL / Aaron Hughes

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
João Pessoa - PB
Atualizado às 23h36 - Fonte: Climatempo
23°
Chuva fraca

Mín. 24° Máx. 29°

23° Sensação
9 km/h Vento
100% Umidade do ar
80% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (21/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Domingo (22/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 30°

Chuvoso
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias