Quarta, 08 de Dezembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Solidariedade

UFCG doa mil máscaras cirúrgicas, protetores faciais e álcool em gel para reforço no enfrentamento da covid-19 no HU

A iniciativa na doação de equipamentos de proteção individual serve como um reforço na batalha contra a covid-19 e partiu do Laboratório de Avaliação e Desenvolvimento de Biomateriais do Nordeste (CertBio) da UFCG.

21/01/2021 18h03
Por: Redação
UFCG doa mil máscaras cirúrgicas, protetores faciais e álcool em gel para reforço no enfrentamento da covid-19 no HU

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) doou ao Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba mil máscaras cirúrgicas, 500 protetores faciais (face shields), além de bisnagas de álcool em gel. A iniciativa na doação de equipamentos de proteção individual serve como um reforço na batalha contra a covid-19 e partiu do Laboratório de Avaliação e Desenvolvimento de Biomateriais do Nordeste (CertBio) da UFCG.

 

De acordo com o superintendente do HULW, Marcelo Tissiani, as doações terão um grande impacto positivo na assistência aos pacientes diagnosticados com covid-19 assistidos no hospital. “Em nome da Ebserh, do Ministério da Educação, da Universidade Federal da Paraíba e do nosso Hospital Universitário Lauro Wanderley, nosso muito obrigado por esse grande gesto humanitário que está fazendo para toda a sociedade”, expressou, dirigindo-se ao coordenador da CertBio, Marcus Vinícius Lia Fook.  

 

Os materiais fabricados no laboratório da UFCG têm diferenciais, a exemplo da máscara cirúrgica, fabricada a partir de um componente que pode matar o coronavírus e chega a ter uma durabilidade até três vezes maior do que as tradicionais já encontradas no mercado. A máscara é composta por três camadas, sendo a parte central revestida por um biopolímero capaz de promover uma proteção física e também biológica. 

 

“Associado à retenção física, as máscaras cirúrgicas têm um componente capaz de reter a passagem do vírus, e são feitas com tecnologia 100% nacional e a um custo competitivo. Trata-se das tecnologias desenvolvidas pelo laboratório sendo utilizadas no enfrentamento à pandemia de covid-19”, comemora. Atualmente, o HULW dispõe de mais de 300 mil máscaras cirúrgicas. 

 

O HULW recebeu ainda protetores faciais, conhecidos como face shields, desenvolvidos com matéria-prima de menor custo e alta eficiência. O álcool em gel, produzido com um componente chamado quitosana, se diferencia dos demais pois forma uma película protetora capaz de inativar o vírus. “A possibilidade de trazermos esses materiais simultaneamente à Operação Manaus fortalece os laços entre a UFCG e a UFPB, através do Hospital Universitário Lauro Wanderley”, avaliou Marcus Vinícius. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias