Sábado, 25 de Junho de 2022
83 9 9869-1587
Esportes MADE-IN PARAÍBA

Vitor Felipe e Renato vencem americanos e estão na final

Eles enfrentarão atuais campeões olímpicos, algozes de André e George na outra semifinal

18/06/2022 18h22 Atualizada há 6 dias
Por: Redação Fonte: GE.COM
Renato e Vitor Felipe vencem americanos e estão na final do Mundial de Vôlei de Praia — Foto: FIVB
Renato e Vitor Felipe vencem americanos e estão na final do Mundial de Vôlei de Praia — Foto: FIVB

Depois de uma Olimpíada decepcionante, o vôlei de praia do Brasil começa a dar sinais (e bons sinais) de que está em forte recuperação. Neste sábado, Duda e Ana Patrícia venceram Heidrich e Vergé-Dépré por dois sets a zero (parciais de 21/19 e 21/13) e garantiram vaga na final feminina do Mundial que está sendo disputado em Roma. A decisão será disputada contra a dupla canadense Bukovec/Brandie.

Duda e Ana Patrícia podem atingir o feito de terem sido campeãs na base e agora serem também no adulto. As duas foram bicampeãs mundiais sub-21 e ganharam também os Jogos Olímpicos da Juventude. Duda tem ainda no currículo dois títulos mundiais sub-19.

Logo em seguida, o Brasil garantiu vaga também na final masculina. Vitor Felipe e Renato derrotaram a dupla dos Estados Unidos Schalk / Brunner por dois sets a zero (parciais de 21/17 e 21/19) e também carimbaram vaga na decisão. A final poderia até ser 100% verde e amarela, mas André e George não conseguiram surpreender os atuais campeões olímpicos, os noruegueses Mol e Sorum. Os brasileiros foram superados em 2 sets a 0, parciais 21/14 e 21/18.

O Mundial tem transmissão dos Canais SporTV e é o torneio mais importante para a modalidade depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.


Duda e Ana Patrícia estão na final do Mundial de Vôlei de Praia de Roma — Foto: FIVB

Duda/Ana Patrícia x Heidrich/Vergé-Dépré

O Brasil começou mal na partida. O time suiço caçava Ana Patrícia, que não conseguia virar no ataque e ainda tomou um ace, deixando o rival abrir 4 a 1. Mas a própria Ana resolveu o problema com dois bloqueios seguidos empatando em 5 a 5. O jogo ficou muito equilibrado, com Duda fazendo dois pontos de primeira de manchete pra delírio da torcida. Em ace da defensora, o Brasil fez 15 x 14. Ana Patrícia se agigantou de novo no bloqueio e ampliou para 16 x 14. Em saque para fora de Heidrich, a dupla nacional fechou o primeiro set por 21 a 19.

Se na primeira parcial as brasileiras tiveram dificuldade, na segunda, já começaram abrindo boa vantagem. No saque de Duda, o time fez 4 a 1. mas desta vez foi a Suiça quem foi buscar. Em erros consecutivos de passe de Ana Patrícia, ficou tudo igual em 4 a 4. Mas não abalou a dupla. Em mais um bom saque de Duda, o Brasil voltou a abrir três de vantagem. Duda fez excelente defesa, já levantando para Ana que, com categoria, fez 15 a 11. As europeias se perderam e erraram dois ataques (17 a 11). Aí foi só administrar para fechar em 21 a 13.

Renato/Vitor Felipe x Schalk / Brunner (EUA)

O Brasil conseguiu abrir vantagem logo no início do primeiro set com bloqueio de Vitor Felipe As duas duplas passaram a trocar ataques até que Vitor Felipe catou Schalk de novo no bloqueio. O americano deve ter ficado tenso porque na bola seguinte tomou outro toco, mas agora de Renato (14 a 11). os brasileiros seguiram seguros e, em ataque de Vitor Felipe, fecharam a primeira parcial em 21 a 17.

Tranquilos, os brasileiros voltaram para os segundo set mais uma vez bem. Em ace de Renato, o Brasil abriu 5 a 2. Mas os americanos foram buscando aos poucos e Brunner empatou o jogo ao bloquear Vitor Felipe (8 a 8). Schalk errou o ataque e o Brasil voltou a ter vantagem (10 a 8). Brunner acertou a rede e o Brasil abriu quatro de vantagem (17 a 13). Mas a dupla nacional também errou duas vezes seguidas e a vantagem caiu para apenas um (17 a 16). Os times passaram a trocar pontos, o jogo ficou emocionante, mas na hora decisiva o Brasil não errou e Vitor Felipe fechou em 21 a 19.

André/George (BRA) x Mol/Sorum (NOR)

Os brasileiros, atuais líderes do ranking mundial, começaram bem o primeiro set abrindo 5 a 2. Destaque para o posicionamento e o tempo de bola de André, que dos 7 pontos iniciais do Brasil marcou 4 de bloqueio. Na sequência, os noruegueses passaram a largar o ataque por cima do paredão brasileiro. Paralelo a isso, Mol começou a forçar o saque, quebrando assim a recepção brasileira. A partir daí, os brasileiros não conseguiram segurar os adversários, que abriram vantagem e fecharam a parcial em 21 a 14.

No segundo set, os noruegueses mantiveram a pressão. O Brasil só conseguiu igualar o placar no 9 a 9, quando os campeões olímpicos num momento raro do jogo cometeram dois erros, com dois ataques para fora. Mesmo diante das dificuldades, os brasileiros se mantiveram no jogo, lutando ponto a ponto com Mol e Sorum.

George teve nas mãos algumas oportunidades para abrir dois pontos de vantagem, como por exemplo quando o placar marcava 13 a 12, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades. O segundo set foi disputado assim, virada a virada, sem as equipes se distanciarem no placar. Até que na reta final, Mol e Sorum abriram vantagem e conseguiram com um bloqueio de Mol, o destaque da partida, fechar a partida em 21 a 18.

Confrontos brasileiros no Mundial:

Feminino - final (domingo)
15h - Duda/Ana Patrícia (BRA) x Bukovec/Brandie (CAN)

Masculino - final (domingo)
16h15 - Renato/Vitor Felipe (BRA) x Mol/Sorum (NOR)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (26/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Segunda (27/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias