Sexta, 28 de Janeiro de 2022
83 9 9869-1587
Brasil Pandemia

Pico de mortes diárias no Brasil pode chegar a 5 mil entre abril e maio, aponta pesquisa

O pesquisador disse que para evitar o pico de casos é preciso intensificar a vacinação e medidas de distanciamento social.

25/03/2021 10h38
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Pico de mortes diárias no Brasil pode chegar a 5 mil entre abril e maio, aponta pesquisa

O pico de mortes por coronavírus no Brasil pode chegar a 5 mil entre abril e maio, foi o que indicou uma pesquisa realizada pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

De acordo com a projeção, há evidências de que a sazonalidade afeta a transmissão da Covid-19 e que, por isso, a tendência é a de que as contaminações cresçam de março a maio em países do hemisfério sul, em particular no Brasil, e também em locais que seguem padrões sazonais semelhantes ao nosso, como Índia e Bangladesh. 

Segundo o professor do Departamento de Estatística, Márcio Watanabe, idealizador da pesquisa, o Brasil vê um aumento de casos de casos desde o fim do ano passado por conta do relaxamento das medidas de distanciamento social. No entanto, explica Watanabe, a inflexão neste momento do começo do outono é ainda maior, justamente por conta da sazonalidade, o que ainda vai se acentuar. 

O pesquisador disse também que doenças respiratórias, como a Covid-19 e a gripe, acontecem mais durante o outono e inverno por uma série de fatores. Entre eles, está uma baixa de imunidade natural no corpo humano durante esse período, mudanças de comportamento humano e até o fato de ficar mais tempo em ambientes fechados. 

As perspectivas são de que, a partir de 2022, a Covid-19 deve seguir de forma mais clara o mesmo padrão sazonal da gripe e de outras enfermidades respiratórias, com um aumento de casos e óbitos de março a junho e uma diminuição em outras épocas do ano. Segundo ele, essa identificação da sazonalidade da doença é fundamental para um correto planejamento das ações do poder público, que já poderia ter se antecipado ao aumento de hospitalizações e óbitos que têm ocorrido neste mês 

Márcio Watanabe afirma ainda que para evitar o pico de casos é preciso intensificar a vacinação e medidas de distanciamento social. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias