Quinta, 16 de Setembro de 2021
83 9 9869-1587
Geral Fiscalizações

Pessoas flagradas em aglomerações e festas clandestinas serão presas, na Paraíba

A fiscalização da PM será intensificada em bares, restaurantes e locais de possível aglomeração.

26/03/2021 16h34 Atualizada há 6 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Pessoas flagradas em aglomerações e festas clandestinas serão presas, na Paraíba

O Governo da Paraíba tem intensificado as fiscalizações para garantir o cumprimento das medidas restritivas em todo o Estado e a Polícia Militar vai atuar firmemente durante o período de antecipação dos feriados. 

De 27 de março à 04 de abril, só poderão funcionar atividades consideradas como essenciais e bares, restaurantes e shoppings só vão atender através de delivery. Além disso, o toque de recolher das 22h às 5h segue mantido. 

Segundo o comandante da Polícia Militar, Euller Chaves, quem for flagrado em aglomeração ou festa clandestina será levado à delegacia e poderá ter a prisão decretada por um ano, além do pagamento de multa. Ele destacou ainda que nas ações realizadas pela PM nos últimos finais de semana, apenas os responsáveis pelos eventos foram conduzidos às delegacias, mas a partir de agora, qualquer pessoa que for flagrada nessas condições será presa. 

Major Euuler destacou também que o período estabelecido na Medida Provisória que compreende de 27 de março à 04 de abril, não é para festejar, mas para se resguardar e conter a disseminação do vírus. 

Por fim, o comandante da PM afirmou que a fiscalização será intensa nos bares, restaurantes e nos eventos clandestinos. 

O decreto será válido do dia 27 de março ao dia 4 de abril, nos municípios classificados com bandeiras vermelha e laranja pelo Plano Novo Normal. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias