Sábado, 22 de Janeiro de 2022
83 9 9869-1587
Geral Pandemia

Um ano após anúncio da 1ª morte por Covid-19, Patos já perdeu 170 vidas para a doença

Após um ano, 170 vidas já foram perdidas para a Covid-19 e desde o início da pandemia, 11.078 pessoas já foram contaminadas com o novo coronavírus.

31/03/2021 09h16 Atualizada há 10 meses
Por: Redação Fonte: Notícia Paraíba
Um ano após anúncio da 1ª morte por Covid-19, Patos já perdeu 170 vidas para a doença

O dia 31de março de 2021 carrega tristes marcas da pandemia de Covid-19 em Patos, Sertão da Paraíba. Há exatamente um ano, foi anunciada a primeira morte em decorrência do novo coronavírus na cidade. 

Danyllo Figueiredo de Andrade, de 36 anos, foi a primeira vítima fatal em Patos. O empresário era diabético, asmático e estava acima do peso. Danyllo chegou a ser transferido para o Complexo de Doenças Infecto Contagiosas Clementino Fraga, em João Pessoa, mas não resistiu e morreu. 

Após a confirmação da primeira morte, a quantidade de casos confirmados foi aumentando e os óbitos registrados em decorrência da doença foram ficando mais frequentes. 

Outra triste marca durante esse período é que Patos foi a primeira cidade da Paraíba a ter 100% dos leitos ocupados por casos de Covid-19. Em 28 de maio de 2020, o Complexo Hospitalar Regional de Patos estava superlotado e os pacientes que necessitassem de internação teriam que ser levados para hospitais de Pombal ou Piancó. 

A cidade também é o terceiro município da Paraíba com o maior número de mortes em decorrência da doença.  Enquanto a capital paraibana, João Pessoa, já contabilizou 1.913 óbitos e Campina Grande registrou 662 mortes, em Patos, até o momento, 170 pessoas já morreram até agora. 

Após um ano, 170 vidas foram perdidas para o coronavírus e desde o início da pandemia, 11.078 infectados pessoas já foram contaminadas com o novo coronavírus. 

Notícia Paraíba

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias